Mais de 2 mil alertas de desastres foram emitidos em menos de 30 dias

Avisos de potenciais ocorrências minimizam perdas humanas e econômicas. O serviço de alerta de desastres é oferecido gratuitamente.

0
72
Mais de 2 mil alertas de desastres foram emitidos em menos de 30 dias

Somente em 2020, até o dia 25 de janeiro, a Defesa Civil Nacional já disparou mais de 2 mil alertas de desastres naturais para todo o Brasil. Os números contemplam os avisos emitidos por SMS para os celulares cadastrados e para os usuários de TVs por assinatura, serviço que não requer cadastro. Os dados foram compilados pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

O envio dos alertas ocupa papel central na mitigação de danos materiais e preservação da segurança e da vida da população em áreas de risco, especialmente diante das fortes chuvas que deverão prosseguir neste final de semana atingindo os estados do Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal. O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do MDR, irá disparar alertas para essas regiões em caso de necessidade.

Diante disso, o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, reforça a importância do cadastro para o recebimento das mensagens. “Isso é fundamental para preservarmos vidas e minimizarmos os prejuízos econômicos, porque o cidadão recebe com antecedência o alerta e pode se deslocar para abrigos e locais seguros. Por isso, reforçamos à população a importância de se cadastrar no sistema da Defesa Civil. É uma medida simples, mas que pode ser decisiva”, destaca.

Passo a passo

A Defesa Civil Nacional atua constantemente enviando alertas aos órgãos competentes sobre riscos de desastres naturais. Os avisos chegam à população por meio de SMS em celulares cadastrados e mensagens nas TVs por assinatura. Os moradores dos estados afetados devem ficar atentos a esses canais de comunicação e, caso não tenham se cadastrado para receber os informes pelo celular, devem fazer a inscrição. Atualmente, 7,1 milhões de celulares estão habilitados.

Para se cadastrar, basta enviar um SMS com o CEP de interesse para o número 40199. De imediato, a seguinte mensagem confirmará o êxito da operação: “Cadastro realizado com sucesso. O celular está apto a receber alertas e recomendações de defesa civil. Para cancelar, envie SAIR e o CEP para 40199”. É permitido cadastrar mais de um CEP.

Já os alertas em TV por assinatura são enviados diretamente aos televisores. O serviço é gratuito, está disponível em todos os estados do Brasil e não há necessidade de cadastro prévio.

Esforço conjunto

A emissão de alertas é fruto de um esforço conjunto. Os boletins meteorológicos que podem indicar a possibilidade de ocorrência de desastres naturais são gerados pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), que os repassa ao Cenad para avaliação. Caso os técnicos da Defesa Civil Nacional constatem o risco de ocorrências, são emitidos avisos para as Defesas Civis estaduais e municipais. Por fim, são disparadas as mensagens por SMS e TVs por assinatura, por meio de uma parceria com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Desde 2017, quando foi implementado o serviço de envio de alertas por SMS, foram emitidos 20.371 mil avisos. Já os informes para televisores, método implementado em 2019, somam 896 mensagens

O Ministro Gustavo Canuto, destacou a importância da emissão de alertas de desastres para preservar vidas e reduzir danos.

“Apesar das perdas de vidas e dos danos materiais, que são muitos, sobretudo em Minas Gerais e no Espírito Santo, os registros poderiam ter sido mais graves sem os alertas. Trata-se de uma medida simples, mas que preserva vidas. Por isso, é fundamental que a população se cadastre para receber os alertas por SMS e fique atenta aos avisos nas TVs por assinatura”, afirma.

- Publicidade -