Home Destaque Estudo revela que quase 50 milhões vão morrer até 2060 por doenças sérias de saúde

Estudo revela que quase 50 milhões vão morrer até 2060 por doenças sérias de saúde

0
Estudo revela que quase 50 milhões vão morrer até 2060 por doenças sérias de saúde

O estudo, publicado em The Lancet Health, nesta quarta-feira (22/05) estima que 48 milhões de pessoas vão morrer por sérios problemas de saúde e que necessitem de cuidados paliativos, ou seja, pelas doenças que ainda não tem cura, até 2060.

Essas 48 milhões de pessoas representam quase metade (47%) do total de mortes no mundo, 83% dessas mortes ocorrerão em populações de baixa renda, principalmente de países em desenvolvimento, de acordo com as projeções feitas por cientistas do King’s College London, no Reino Unido.

Com este trabalho, os autores esperam ajudar na adoção de políticas que aliviem o sofrimento de doentes e evitem o enfraquecimento dos sistemas de saúde.

Segundo o estudo, serão os idosos, com mais de 70 anos, que sofrerão mais devido a doenças graves, com o câncer impulsionando para a morte de 16 milhões de pessoas. A condição com o maior aumento proporcional no sofrimento grave será a demência, com 6 milhões de pessoas mortas.

Para os países ricos, os cientistas estimam, em termos gerais, a morte de 3 milhões de pessoas com necessidades de cuidados médicos paliativos, um aumento de 57% comparando estudos de 2016.

Um dos coautores do estudo, Richard Harding, citado em comunicado pela The Lancet, que agrega o título de acesso livre The Lancet Health, estima que apenas 14% das pessoas com necessidades em todo o mundo, recebem, efetivamente, cuidados paliativos, a maioria nos países ricos.

Deixe uma resposta