Sem controle: Incêndios florestais na Austrália deixam rastros de destruição

Três pessoas morreram, quatro estão desaparecidas e pelo menos 150 casas foram destruídas devido a incêndios no leste da Austrália, disseram autoridades neste sábado.

0
92
Sem controle - Incêndios florestais na Austrália deixam rastros de destruição

Até o momento três pessoas foram encontradas mortas e há outras sete ainda desaparecidas depois que incêndios descontrolados destruíram mais de 150 casas em mais de 100.000 hectares de floresta no leste da Austrália. Pelo menos 7.000 pessoas foram retiradas de suas residências.

Muitas das cidades mais atingidas pelos incêndios estão cercadas por parques e florestas nacionais e com apenas uma estrada de entrada e saída. A infraestrutura de energia e telefonia móvel foi danificada pelos incêndios e dezenas de estradas foram interditadas.

Uma seca prolongada em New South Wales e Queensland deixou enormes cargas de combustível seco no leste da Austrália. Na sexta-feira, temperaturas quentes e ventos fortes provocaram cerca de 99 incêndios sem precedentes ocorrendo simultaneamente nos dois estados. As forças armadas iniciaram o transporte aéreo para evacuar pessoas de cidades ameaçadas de incêndio.

O Comissário do Corpo de Bombeiros Rural de New South Wales (NSW), Shane Fitzsimmons, disse ter sido desesperador nas primeiras horas. “Havia um foco enorme e estávamos desesperados para tentar levar bombeiros, aeronaves e serviços de emergência para o maior número de pessoas possível”. Disse ele.

“Mas a realidade é que muitas pessoas estavam ligando para dizer que estavam isoladas, presas ou assustadas com o fogo que as cercava, mas simplesmente não conseguimos chegar em algumas dessas comunidades. Não podemos descartar as preocupações realmente graves de que poderia haver mais perdas ou até mais fatalidades à medida que avançamos e identificamos detalhes nessas áreas de incêndio”. Completou o comissário

Sem controle - Incêndios florestais na Austrália deixam rastros de destruição

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, disse que os militares podem ser chamados para apoiar os 1.300 bombeiros atualmente enfrentando cerca de 100 focos incêndios. Centenas de civis também se ofereceram para ajudar nas áreas afetadas em Queensland e Nova Gales do Sul.

Um dos incêndios tem 14 km de comprimento e 6 km de largura e queima em várias frentes.

Em um incêndio na área de Kangawalla, perto de Glen Innes, na costa norte de New South Wales, um corpo foi encontrado em um carro incendiado por um bombeiro voluntário.

Em outra morte no mesmo incêndio, uma mulher foi encontrada inconsciente por equipes dos bombeiros na Old Grafton Road, em Diehard, na noite de sexta-feira. A mulher foi encontrada com queimaduras entre 40% e 50% do corpo e depois morreu no hospital Concord de Sydney. Seus parentes disseram que ela morreu “protegendo os animais que amava”. “A perda dela devastou nossa família, não havia nada que pudéssemos fazer”, disse sua nora, Chrystal Harwood. “Ela estava presa e não conseguimos encontrá-la”.

Sem controle - Incêndios florestais na Austrália deixam rastros de destruição
A fumaça do incêndio se aproxima da vista da avenida principal de Yeppoon no sábado à tarde. Foto: Twitter: @neilalpha

O corpo de uma terceira pessoa foi encontrado em uma casa incendiada no município de Johns River, ao norte de Taree, após o incêndio do sábado à tarde. A casa pertence a uma mulher de 63 anos, mas ainda será feito exame para confirmar a identidade e a causa da morte.

Mais de 30 pessoas ficaram feridas nos incêndios, incluindo 19 bombeiros.

Os chefes dos bombeiros e o primeiro-ministro, alertaram que o número de mortos provavelmente aumentará quando as equipes de bombeiros alcançarem aldeias isoladas cortadas pelo fogo.

“Infelizmente perdemos dois australianos e temo perder mais antes do fim do dia”, disse Morrison antes da confirmação da terceira morte.

Já nesta temporada os incêndios queimaram mais de três vezes a área da última temporada de incêndio.

No final do sábado, ainda haviam mais de 80 incêndios em NSW e Queensland, cinco deles no nível de “alerta de emergência”. Incêndios descontrolados também ocorreram no oeste da Austrália, com um incêndio no subúrbio de Perth. Espera-se que mais cidades enviem aviso de emergência nos próximos dias, já que a região experimenta condições extremamente quentes, secas e com vento.

Sem controle - Incêndios florestais na Austrália deixam rastros de destruição

Sem previsão de controle

Segundo Shane Fitzsimmons, haverá pouco alívio nas condições propícias a incêndio durante a próxima semana ou durante os meses de verão de dezembro, janeiro e fevereiro.

“A previsão para o balanço da temporada continua a ser impulsionada por temperaturas acima do normal e chuvas abaixo da média para os próximos meses”, disse ele à agência de notícias Reuters.

- Publicidade -

Deixe uma resposta